Sarau Poético da Ansef/PE – Beto Moura – CONSERVATÓRIA

Sarau Poético da Ansef/PE – Beto Moura – CONSERVATÓRIA
08/24/2020 Off

Ingressei no DPF no Concurso de 1988 na 20° turma de APFs da Academia Nacional de Polícia. Tomei posse no ano seguinte na Delegacia Executiva do DPF em Niterói, Terra de Araribóia, no Estado do Rio de Janeiro, 8 anos após fui transferido para a SR/DPF/Pe, onde permaneci até me aposentar em 2008. Foram anos de muitas glórias e alegrias que permanecem vivas “Ad eternum”.

 

A poesia surgiu em minha vida como uma prazerosa brincadeira, que alegra e entrete o nosso cotidiano.

 

Admirador dos poetas repentistas e cordelistas, eu procuro fazê-las com a métrica padronizada e a licença poética. Tudo muito amadoramente. Para mim a poesia ou o poema é uma tradução de determinados fatos, ações, sentimentos ou momentos de nossas vidas. É uma maneira artística de nos expressarmos em várias vertentes: critica, narrativa, romântica, satírica, anárquica, alegre, melancólica e etc..

 

A poesia é viva e dinâmica como a sociedade. É a linguagem da alma.